O nosso vice-presidente Diogo Durão deu uma entrevista ao jornal online "Rede Regional" sobre os últimos desenvolvimentos no campo da EPC que transcrevemos:

"A um ano de completar duas décadas de existência, o Rugby Clube de Santarém está prestes a concretizar um dos seus grandes sonhos: a construção de um campo relvado para que os seus cerca de 240 atletas possam praticar a modalidade nas melhores condições.

Depois de muitos anos a jogar no pelado da Escola Superior Agrária e no relvado do Cnema, com uma curta passagem pelo Estádio Chã das Padeiras, o clube vai passar a jogar no antigo campo da Escola Prática de Cavalaria (EPC), que tem vindo a ser recuperado nos últimos meses e que está, nesta altura, na fase final de preparação, com a sementeira da relva.

Numa visita ao novo campo, cedido pela Câmara de Santarém em  junho de 2013 por um prazo de 20 anos, André Durão, vice-presidente do clube, explicou à Rede Regional que o grande objetivo é que tudo esteja pronto em agosto, para que as sete equipas do clube ali possam iniciar a época 2014/2015.

Nesta primeira fase os atletas irão utilizar os balneários do pavilhão desportivo, situado a pouco mais de 50 metros do local, mas o clube tem um projeto para transformar um dos três bunkers desocupados após a saída dos militares da EPC, em balneários. Os restantes dois serão adaptados a ginásio e a sala de apoio.

Apesar dos atrasos na adaptação do campo, que considera "subjacentes a este tipo de obras", sobretudo com um Inverno rigoroso pelo meio, André Durão agradece o apoio e proatividade da Câmara de Santarém que, segundo diz "não falhou com nada". Exemplo disso foi a cedência de postes de iluminação desativados que estavam no estaleiro da autarquia e que agora são parte integrante do sistema de iluminação do campo.

O dirigente faz questão de agradecer também aos patrocinadores do clube, que estão a dar um grande apoio não só na instalação do sistema de rega, já concluído, como no arrelvamento e cura dos infestantes. Ao todo, a obra custa cerca de 16 mil euros.

"Cada vez mais o associativismo tem de viver de parcerias. É inadmissível que os clubes fiquem apenas à espera de subsídios e não procurem patrocínios privados", refere André Durão, acrescentando que a conjuntura económica faz com que não seja fácil reunir apoios, mas também não torna a tarefa impossível.

Com cerca de 40 mil euros para receber da autarquia de apoios referentes a anos anteriores, André Durão diz que o Rugby Clube de Santarém vai sobrevivendo com a ajuda e o empenho de atletas e dirigentes, muitos deles que têm passado muitas tardes e muitos fins de semana de enxada na mão a preparar o novo campo.

Quando este projeto estiver concluído, a direção do clube, fundado em 1995, equaciona avançar para a construção de um sintético, que permita proteger a relva e dar vazão aos treino das sete equipas do clube, sobretudo nos meses de Inverno. Mas nada está ainda decidido e o Rugby Clube de Santarém não coloca de parte uma parceria com o CCRD Moçarriense, para utilização do sintético desde clube."

In Rede Regional - http://www.rederegional.com/index.php/desporto/8007-novo-campo-do-rugby-clube-de-santarem-esta-quase-pronto.html#.UzF-dCdY7Hs.facebook

 

Direitos de autor © 2017 Rugby Clube de Santarém. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.