Sub 14

O NATAL CHEGOU MAIS CEDO - ETAPA SANTARÉM, 9 de Novembro - com Belenses, Agronomia e St. Julians

Ainda no rescaldo - neste escalão fica mal dizer "ressaca" - da inauguração do melhor campo de rugby do Ribatejo e arredores, notava-se nos nossos atletas, aquela expectativa muito particular de quem recebe um presente no Natal. Era bem visível a vontade de todos sentirem a relva fresca do novo campo; fez-me lembrar quando recebi a minha 1º bicicleta... ainda não sabia como é que havia de andar nela, mas era minha e isso era suficiente. Vamos a isto!

O dia começou mais cedo que o habitual de propósito. Achou a equipa técnica que era bom para estabilizar os níveis de ansiedade.

O "head-coach" Diogo Campilho, enviou-nos (a mim e ao João Fonseca) uma mensagem às 6 da manha, a dizer que ia entrar numa prova com os cavalos e que não sabia se podia estar presente. Em boa hora apareceu porque esta etapa sem ele não seria a mesma. Obrigado Diogo Campilho, pelo esforço mas tenho a certeza que saíste da EPC tão feliz quanto eu e o João Fonseca!

Após a recepção das equipas visitantes, começamos a "aquecer" os motores para a jornada que começava daí a pouco no relvado.

Enquanto a rapaziada trocava alegremente bolas e ensaiava chutos aos postes, foi definida por nós a estratégia - jogar divertidos. E neste sentido foi formula de sucesso.

O jogo Santarém - Agronomia ( 0-28) abriu o torneio e desde cedo que os "Cavaleiros" mostraram a sua raça, batendo-se que nem leões em todas as disputas. Tiveram uma 1ª parte de sonho, mostrando que os treinos começaram a dar o seu resultado. Na 2ª parte foram-se um bocadinho abaixo, tendo a Agronomia ganho merecidamente o confronto. Os agrónomos apresentaram-se em Santarém com quase duas equipas, o que permite folgar elementos e gerir "as coisas" de outra forma. Mas isto também não interessa nada, porque como disse o Diogo no fim - "... o importante é a atitude de cada um. Até podíamos ser só um em campo, desde que esse mostrasse vontade, pra nós o jogo estava ganho".

Não se esqueçam disto: quem não sabe perder não pode saber apreciar a vitoria.

No 2º jogo - Santarém - St. Julians (21-19) as coisas mostravam-se mais equilibradas e os nossos "jockeys" puderam abrir um bocadinho o livro... melhor discernimento em todas as fases do jogo, bola a circular nas linhas sem grandes percas, boas placagens, mellés ganhas, pontapés aos postes com 100% de sucesso e muitaaaaaaaa vontade. Estivemos a ganhar com alguma margem, mas o cansaço apoderou-se pro final e acabamos o jogo com apenas uma diferença de 2 pontos. Parabéns rapaziada pela resistência que demonstraram nesta fase.

Para acabar e por ser tão importante quanto tudo aquilo que eu escrevi acima, ficou registado o apoio das mães no "Bunker Bar" que mais uma vez se disponibilizaram a ajudar o Clube, com a sua venda de bolinhos e afins. MÃES do RCS, vocês são as maiores. O Clube agradece-vos e nós "jockey´s" temos muito orgulho de vos ter sempre presente a nosso lado. OBRIGADO DO CORAÇÃO.

Os nossos agradecimento também a todos os pais, família e amigos presentes na Escola Práctica e em especial ao Pedro Brás Pereira que não se cansou de puxar por nós para dentro de campo. Esperamos todo o vosso apoio nos próximos jogos.

Fica assim para a história do RCS, a prestação dos Sub-14 no novo campo da EPC.

Eis os nomes dos "Jockeys" participantes: Zé Vacas, Marco Silva, Manuel Quintela, Bernardo Almeida, Pita, Menezes, Manuel M. Inez, Manuel Campilho, João Fonseca, Guilherme, Serra, Pedro Abraão, Miguel Reis, Martim Faro e Francisco Coimbra

Um abraço e obrigado a todos

Manuel Inez

 

 

Depois de uma jornada caseira, onde os mini-cavaleiros registaram apenas vitorias, os sub-14 tiveram a deslocação a Belém onde novamente ganharam os 3 jogos.

 Chegados a Belém, fomos notificados que o Vitória de Setúbal não tinha comparecido tendo assim o Santarém ganho o jogo por 20-0.

 De seguida defrontou a Escolinha da Galiza e desde cedo começou a marcar depois de uma boa jogada colectiva. Muito bem defensivamente e aproveitando os erros do adversário, os mini-cavaleiros continuaram a marcar tendo concretizado mais dois ensaios, sendo um deles convertido, o que fixava o resultado em 17-0 no final da primeira parte. No segundo tempo os jovens apesar de muito bem defensivamente, deram espaço à Escolinha da Galiza para marcar um ensaio convertido. Ainda assim não baixaram os braços e logo de seguida o RCS marcou mais dois ensaios convertidos acabando assim o jogo com o resultado de 31-7.

 Depois de um curto descanso a formação Scalabitana encontrava a equipa do Belém, que apenas tinha em mente a vitória. Começam muito bem o Santarém marcou um ensaio convertido, mas na resposta o Belém viria também a marcar um ensaio convertido. Ainda assim o Santarém não tirou o pé do acelerador, e marcou mais quatro ensaios tendo apenas três deles sido convertidos. Terminou assim o jogo com o resultado de 33-7. 

 Alinharam pelo Santarém: Manuel Oliveira, Manuel Barata, Filipe Batista, Bernardo Canelas (5), Manuel Campilho (5), Manuel Quintela, João Pedro Martins (5+5+5+5), João Moura dos Santos, José Vacas, Manuel Inez, Afonso Serra, Tomás Guedes, Martim Faro (5), Francisco Coimbra (5+2+2+2+2+2+2+2), João Fonseca (5+5), Francisco Trezentos, Marco Silva e Bernardo Almeida.

 Os mini-cavaleiros têm no próximo dia 16 de Fevereiro mais uma deslocação, desta vez a Monsanto onde irão defrontar a equipa da casa, GD Direito, o CR S.Miguel e o CR Setúbal.

A AGROMAIS, assumindo a importância do seu papel social na comunidade onde se insere, procura, direta ou indiretamente contribuir para a melhoria do nível de desenvolvimento das populações.

A AGROMAIS apoia a equipa de sub-14 do Rugby Clube de Santarém. Estes rapazes têm dado sentido ao nosso slogan "Raízes fortes para crescer em equipa"!

A equipa de sub14 do Rugby Clube de Santarém (RCS) fez o pleno na segunda jornada do torneio de Primavera da serie B, ao contar por vitórias todos os jogos realizados no passado sábado, 25 de janeiro, no campo do Cnema, em Santarém.

Os jovens scalabitanos começaram por defrontar o Caldas Rugby Clube num jogo bastante emotivo, em que venceram por 14-10 depois de terem estado a perder por 5-0.

Se seguida, o RCS enfrentou a formação do CDUL, que acabou por derrotar por uns expressivos 26-7.

Na terceira e última partida do torneio, a formação de Santarém venceu o Benfica por 24-0, num jogo que, apesar do desnível no resultado final, foi bem disputado e chegou ao fim sem que a equipa encarnada tivesse conseguido marcar.

Pelos sub14 do RCS, alinharam Manuel Barata, José Lima, Bernardo Almeida, João Pita Soares, Marco Silva, Filipe Batista, José Luís Godinho, Manuel Inêz, João Moura dos Santos, Manuel Quintela, Afonso Serra, Francisco Trezentos, Martim Faro, Manuel Campilho, Francisco Coimbra, Bernardo Canelas, João Martins, Tomás Guedes, José Vacas de Carvalho, Gonçalo Nogueira e Vasco Reis.

Direitos de autor © 2017 Rugby Clube de Santarém. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.